Manifesto questiona situação das outras barragens existentes no país

Publicado para | Destaque em 28 de novembro de 2015 13:52

“Seis das oito principais barragens de resíduos de atividades mineradoras existentes em Goiás possuem Dano Potencial Associado considerado alto pelo Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM). Embora não apareçam entre as 16 mais inseguras do País, em recente relatório do órgão, os diques goianos têm classificações parecidas com a Barragem do Fundão, que rompeu no último dia 11, em Mariana-MG, e gerou uma onda de lama e resíduos que se encaminham para o litoral do Espírito Santo, na região Sudeste.” (Fonte: Jornal O Popular – Cidades por Eduardo Pinheiro)

A Rede Nossa São Paulo divulgou nesta terça-feira (17/11) o manifesto “A tragédia Mariana/Rio Doce: alerta e perguntas sobre as outras 15 mil barragens do país”. O documento, que está aberto para adesões de outras organizações da sociedade civil, será encaminhado para diversos órgãos governamentais.

sama_thumb

Mina da Sama em Minaçu, Goiás.

O manifesto alerta para o fato de existirem outras 14.965 barragens no Brasil, entre as quais 24 consideradas de alto-risco, e apresenta diversos questionamentos.

“Há uma força-tarefa emergencial para intensificar a fiscalização destas barragens? O que está sendo feito para eliminar o “alto-risco” em que se encontram as 24 barragens assim classificadas?” Estas são algumas das indagações do documento.

De acordo com o texto, a sociedade brasileira exige respostas convincentes e o máximo de rigor, além de agilidade e transparência na revelação da situação destes locais. Assim como a revisão completa dos parâmetros de segurança, fiscalização, controle e regulamentação das atividades econômicas capazes de causar tamanhos desastres.

Na avaliação do manifesto, “é simplesmente inaceitável que outra tragédia como a de Mariana se repita”.

Confira o texto do Manifesto na íntegra e as organizações que assinam.

Clique aqui e confira como sua organização pode aderir ao manifesto.

Mantenedores

Apoiadores

ObservatórioSocial de Goiânia

O OSGyn é uma instituição não governamental, sem fins lucrativos, disseminadora de uma metodologia padronizada para a criação e atuação de uma rede de organizações democráticas e apartidárias do terceiro setor. A Rede OSGyn é formada por voluntários engajados na causa da justiça social e contribui para a melhoria da gestão pública.